terça-feira, 26 de junho de 2018

Opinião :: Matar é Fácil | Agatha Christie

Título: Matar é Fácil
Autora: Agatha Christie
Editora: RBA Coleccionables
Ano: 2008 (1.ª edição de 1939)

Sinopse:
Luke Fitzwilliam, um jovem ex-polícia, conhece no comboio Miss Lavinia Pinkerton. A velhinha conta-lhe que as mortes na pacata aldeia onde vive se devem a um assassino em série e que conhece a identidade da próxima vítima: Dr. Humbleby, o médico local. Horas depois, Miss Pinkerton morre atropelada. É coincidência? Alarmado, finge que é um escritor que pesquisa para escrever um romance e assim poder investigar mais livremente.

Opinião:
No meio da colecção de livros de Agatha Christie da minha irmã, peguei neste completamente ao calhas. Já há algum tempo que queria ler estas obras e finalmente chegou a altura! Apetecia-me ler a história de um crime; já tinha saudades...
Este mistério que o ex-polícia Luke Fitzwilliam decide desvendar prendeu-me por completo durante três dias! Não descansei enquanto não descobri o verdadeiro assassino. Adorei toda a história e as ligações existentes entre as várias mortes, bem como o caminho que se levou até à descoberta do mistério. O suspense manteve-se até ao fim!


Há uns bons anos, cheguei a ver alguns filmes de Poirot (personagem tão marcante desta autora) e gostei, apesar de não ter dado o devido valor na altura. Gostei principalmente da época em que decorria (inícios do século XX). Ao ler agora esta obra, fui imaginando os cenários da época e isso foi do que mais me agradou!
Apesar de tudo, houve duas coisas que menos gostei: da sensação que tive de que a história estava abreviada e decorria muito rápido e de ver algumas gralhas que me incomodaram um bocado (sendo um livro de colecção, torna-o imperfeito...). Ainda assim, são pequenos pormenores que se tornam quase irrelevantes.
Em suma, adorei o livro e sei que vou devorar mais uns quantos da colecção em breve!

Sem comentários:

Enviar um comentário