sábado, 17 de fevereiro de 2018

Opinião :: Pede-me o que quiseres e eu dar-te-ei | Megan Maxwell

Título: Pede-me o que quiseres e eu dar-te-ei
Autora: Megan Maxwell
Editora: Editorial Planeta
Ano: 2016

Sinopse:
Apesar das discussões que as diferentes personalidades provocam, o empresário Eric Zimmerman e Judith Flores continuam tão apaixonados como no dia em que os seus olhares se cruzaram pela primeira vez. Juntos formaram uma linda família que adoram e pela qual são capazes de fazer qualquer coisa.
Flyn, o menino que Judith conheceu ao chegar a Munique, é agora um adolescente, e como acontece na maior parte dos jovens, a sua vida complica-se e afecta todos à sua volta.
O advogado Björn e a ex-tenente Mel continuam a bonita história de amor, junto da pincesa Sami. Sem dúvida que a convivência os beneficiou muito. Mas há algo que Björn não consegue de Mel: que se case com ele.
As relações entre os dois casais vão de vento em popa.
Amam-se, respeitam-se, nada parece fora do lugar, até que de súbito, pessoas e surpresas do passado irrompem nas suas vidas e põem tudo de pernas para o ar.
Serão capazes de superar esta reviravolta inesperada? Conseguirão com o amor que professam? Ou mudarão os sentimentos para sempre?
Se quer saber, não perca Pede-me o Que Quiseres e Eu Dar-te-ei, a esperada continuação da série mais erótica de Megan Maxwell.

Opinião:
Depois de uma trilogia que me fez apaixonar pelas suas personagens, nada melhor que um calhamaço de 727 páginas com a continuação das suas vidas.
Apesar de ter gostado do livro, admito que o início não foi assim tão emocionante; deu para me pôr a par das vidas de cada um e das mudanças que sofreram. Aos poucos, alguns problemas foram aparecendo e, a partir daí, houve mais desenvolvimento e emoção.
Gostei da abordagem da autora a temas actuais, como as complicações que por vezes existem na adolescência e os problemas que põem à prova as relações amorosas. Tal como as personagens, fui sofrendo com elas e envolvendo-me cada vez mais na história.
Se levei demasiado tempo a ler o início do livro, já do meio para o fim li com muito mais avidez; a história teve todo um crescendo de emoções e culminou num grande final.
Talvez a história seja um pouco clichê ou desfeche com o clássico final feliz, mas tendo em conta tudo o que antecedeu (mesmo nos outros livros), acho o romance simplesmente fascinante e memorável. Adorei!

Sem comentários:

Enviar um comentário