terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Opinião :: A Carreira do Mal | Robert Galbraith

Título: A Carreira do Mal
Autor: Robert Galbraith
Editora: Editorial Presença
Ano: 2016

Sinopse:
Quando recebe um misterioso embrulho, Robin Ellacott fica horrorizada ao descobrir que dentro dele se encontra a perna de uma mulher.
O seu chefe, o detetive privado Cormoran Strike, mostra-se menos surpreendido mas está igualmente alarmado. Strike presume que quatro pessoas do seu passado possam ser os responsáveis - e sabe que qualquer uma delas é capaz de semelhante brutalidade.
Com a polícia  concentrada num suspeito que Strike considera não ser o culpado, o detetive e Robin decidem investigar os mundos sombrios e retorcidos dos restantes três suspeitos. No entanto, à medida que se desenrolam mais acontecimentos macabros, o tempo esgota-se...
Um enredo intrincado e complexo, repleto de desenvolvimentos inesperados, A Carreira do Mal é também uma história absorvente de um homem e de uma mulher que se encontram numa encruzilhada da sua vida pessoal e profissional. 

Opinião:
Este livro inicia-se com o caso de um crime que chega, literalmente, às mãos de Robin, secretária de Strike, através de uma perna decepada. Perante o horror e o aviso deste presente, Strike começa a investigar quatro possíveis assassinos que fizeram parte do seu passado. Juntamente de Robin, vão descobrindo pistas e outros factos, ao mesmo tempo que o assassino continua em acção.
O livro é uma continuação da série do detective Strike mas, mesmo não tendo lido os livros anteriores, não senti que me tivesse faltado algum pormenor na história ou nas personagens. Aliás, fiquei a conhecer bem cada personagem e simpatizei imediatamente com Robin e Strike. Eles são colegas de trabalho mas em toda a obra senti que ambos tentavam esconder algum sentimento mais intenso. E o meu lado romântico e casamenteiro desejou que eles acabassem juntos!
Os capítulos estão alternados entre as investigações, as vidas pessoais e as rotinas do assassino, que incluem também descrições dos crimes que cometeu. Neste caso, os pormenores são arrepiantes e sente-se a sua maldade nas palavras utilizadas. De notar que cada capítulo começa com uma frase, sendo a maioria versos de canções da banda Blue Öyster Cult, que marca também presença no livro.
A história também aborda certos temas fracturantes, sendo um deles um pouco inesperado por não se tratar de um assunto muito falado, mas que se adequa a esta obra.
Gostei igualmente da época em que a história decorreu, pois coincide com o casamento dos actuais príncipes de Inglaterra.
Adorei o enredo e senti-me embrenhada no livro até ao fim. Li algures que a saga vai continuar e eu assim espero, pois a maneira como este livro terminou deixou água na boca... Ah, mas também quero conhecer os livros anteriores! Penso que irão valer a pena.

Sem comentários:

Enviar um comentário