quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Opinião :: Uma Melodia Inesperada | Jodi Picoult

Título: Uma Melodia Inesperada
Autora: Jodi Picoult
Editora: Civilização Editora
Ano: 2011

Sinopse:
Zoe Baxter passou dez anos a tentar engravidar e, quando parece que este sonho está prestes a realizar-se, a tragédia destrói o seu mundo. Como consequência da perda e do divórcio, Zoe mergulha na carreira como terapeuta musical.
Ao trabalhar com Vanessa, o relacionamento profissional entre as duas transforma-se numa amizade e depois, para surpresa de Zoe, em amor. Quando Zoe começa a pensar de novo em formar família, lembra-se de que ainda há embriões dela e de Max congelados que nunca foram usados.

Opinião:
Estreei-me na leitura de Jodi Picoult com este livro há uns anos e decidi voltar a lê-lo por duas simples razões: primeiro, porque queria deixar registada a minha opinião (acho que vou fazer o mesmo com outros tantos que já li); segundo, porque foi um romance que adorei e me marcou!
Esta é a história de Zoe e Max, um casal que passou anos a tentar ter filhos recorrendo à medicina. Após dois abortos e um nado-morto, a relação deles foi posta em causa, uma vez que esta se resumia ao bebé que não conseguiam ter, deixando o amor entre eles para segundo plano.
Após o divórcio, cada um seguiu com as suas vidas. Zoe criou uma grande amizade com a sua colega Vanessa, a qual mais tarde se tornou em amor. Por sua vez, Max foi viver para casa do irmão e da mulher e, depois de um acidente, juntou-se a um grupo religioso.
A certa altura, Zoe e Vanessa pensam em formar família e Zoe lembra-se dos embriões congelados que ela e Max não chegaram a usar. É aqui que surgem os conflitos entre religião e ética, já que Max não aceita que os seus filhos pertençam a um casal lésbico e prefere dá-los ao seu irmão e à cunhada, que também sofrem de infertilidade. Este caso é levado a tribunal e, ao longo da leitura, podemos seguir os vários pontos de vista.
A obra é contada por Zoe, Max e Vanessa, três pessoas com ideologias diferentes e que falam da homossexualidade e das questões que esta levanta de acordo com as suas experiências e crenças. A forma como o tema é abordado leva-nos a perceber melhor a posição de cada um, bem como certas questões jurídicas que, no meu caso, me eram desconhecidas. É-nos igualmente permitido construir uma opinião mais bem fundamentada em relação aos homossexuais e ao facto de eles usufruírem (ou não) dos mesmos direitos que os heterossexuais, como o de adoptar uma criança ou mesmo recorrer à fertilização in vitro.
É um livro bastante actual mas que, além dos assuntos mais sérios, nos presenteia com belos romances entre as personagens. Adorei cada página lida, mas sem dúvida que as duas últimas foram o culminar de uma bela história. Também me agradou a presença da música em vários momentos marcantes.
Foi um livro cinco estrelas, dos que me ficou na memória.

Sem comentários:

Enviar um comentário