quarta-feira, 9 de maio de 2018

Música :: 1.ª Semi-final do Eurovision Song Contest 2018


The Eurovision Song Contest 2018 has just begun!

Que entusiasmo! Começou a Eurovisão, de Portugal para o mundo! Estava desejosa de ver os postcards gravados em vários sítios de Portugal. Foi tão bom e comovente ver as imagens dos lugares, das tradições e das experiências do nosso país... Que orgulho!
Bem, mas vamos deixar os comentários patrióticos de parte e vamos então falar do concurso em si. 😃

Ainda antes de o espectáculo começar, ouvi dizer que esta semi-final ia ser poderosa, talvez a melhor desde que existem semi-finais, ou seja, desde 2004. Como já tinha ouvido excertos de todas as canções (algo que não costumo fazer mas que este ano foi impossível evitar), sabia que ia haver muito boas músicas, inclusive favoritas à vitória. Assim, supus logo que iria ser muito difícil escolher apenas dez finalistas sem que ficassem para trás algumas canções merecedoras...
À medida que fui vendo as actuações, fui-lhes dando as minhas pontuações, tal como nos outros anos, segundo a escala eurovisiva (de 1 a 8, 10 e 12). Curiosamente, foram dez as canções que conseguiram obter de 8 pontos para cima, pelo que foi mais fácil escolher o meu top 10. Mas antes de o divulgar, vou dar uma breve opinião sobre cada canção:

Fonte: www.eurovision.tv
  • Azerbaijão - Gostei muito desta canção, contrariamente ao que tem acontecido nas últimas edições (fora a do ano passado). A música é fresca e positiva, além de que a Aisel tem um ar muito querido! Ela levou um coro de quatro cantores portugueses, um deles Rui Andrade, que já foi à Eurovisão com a Rússia em 2014, e a prestação foi boa, mas um bocado repetitiva. Acho que foi isso que falhou com o Azerbaijão este ano.
  • Islândia - Estes últimos anos não têm corrido muito bem à Islândia... Já há alguns que não passa à final, e este ano eu já estava a prever isso. O Ari Ólafsson canta bem, mas a música é uma balada esquecível e já muito batida na Eurovisão.
  • Albânia - A primeira este ano cantada na língua materna e que até nem desgostei. Não é bem o meu género, mas foi uma boa surpresa. E o Eugent Bushpepa canta muito!
  • Bélgica - Não estava muito expectante em relação a esta música. Não a achei nada de especial e acho até que a Sennek estava com demasiada confiança na passagem à final, o que acabou por ser uma grande desilusão para a Bélgica. E tão bem esteve no ano passado...
  • República Checa - Esta canção era uma grande aposta do país para conseguir o seu melhor lugar de sempre na competição, e admito que todo o alarido relativamente à lesão do Mikolas Josef logo no primeiro ensaio tenha ajudado à sua mediatização. Ao assistir à actuação, acabei por não gostar tanto como pensava que gostaria, mas gostei do facto de ele não arriscar fazer o mortal suposto da coreografia! Ainda assim, conseguiu saltar para a final e é bem capaz de bater o melhor lugar até agora da República Checa na Eurovisão.
  • Lituânia - Uma música mais calminha mas que costuma ter muito sucesso, mesmo fora da Eurovisão. Admito que não adorei porque não faz muito o meu género, mas é de facto uma música bonita e emocionante - e isso viu-se no final da actuação. A Lituânia está forte este ano!
  • Israel - Oh, Israel! Um grande favorito à vitória! Mas acho que vai ser o flop deste ano! Sim, a música fica no ouvido, a sonoridade característica do país é boa, a Netta canta muito, a prestação dela e das dançarinas é peculiar, mas não vejo isto a ganhar. Aliás, não gostava de ver ganhar uma música que dissesse you stupid boy no refrão... Mas vamos ver no que vai dar...
  • Bielorrússia - A canção é boa e gostei da actuação; foi gira toda aquela representação com as rosas entre o ALEKSEEV e a dançarina, mas acreditei que não conseguisse passar à final no meio de tantas músicas boas.
  • Estónia - Mais uma candidata à vitória! Desta vez uma canção lírica irreverente e nada aborrecida. E a voz da Elina Nechayeva?! E aquele vestido?! Que espectáculo! Que forza!
  • Bulgária - Outra possível vencedora (e depois do segundo lugar do último ano...). Esta é uma das minhas preferidas; faz-me lembrar o Azerbaijão do ano passado. Adoro aquela obscuridade da música! Mas, apesar dos efeitos que se viram na televisão, acho que a actuação poderia ter sido mais impactante.
  • Macedónia - Hum... Esta foi uma autêntica macedónia de estilos! Foi a música de que menos gostei; foi muito confusa. Não gostei da parte reggae e acho que a música perdeu um bocado por ter tantos géneros. Além de que a vocalista parecia estar insegura na voz...
  • Croácia - Sexy! Gostei da canção, da voz e da actuação. Ficou no meu top 10, mas esta era uma das que não tinha acerteza se passava ou não. E não passou.
  • Áustria - Antes da semi-final, nunca tive grande curiosidade em ouvir esta canção, não sei porquê. Mas sei que foi uma das maiores surpresas que tive nesta noite! Adorei, foi mesmo um bom momento e fiquei feliz por vê-la na final!
  • Grécia - Sempre adorei as melodias gregas - em qualquer música, dentro ou fora da Eurovisão - e foi tão bom ouvir de novo o grego no palco eurovisivo! Adorei, adorei tudo: a voz, a melodia, os coros, a iluminação, o fogo-de-artifício... A música é fresca, faz-me sonhar! Era uma possível vencedora. E não passou. Foi a minha maior desilusão da noite...
  • Finlândia - Tenho uma ligação e um carinho especial por este país, e isso também se reflecte na Eurovisão. Foi das primeiras músicas deste ano que ouvi e gostei muito. Mais tarde fui descobrindo a Saara, ganhei-lhe mais empatia e entendi o significado da canção: passei a adorar! Mas a actuação... foi surpreendente! Arrepiei-me do início ao fim. E vê-la na final foi dos melhores momentos! Onnea, Suomi!
  • Arménia - Mais um país a cantar na sua língua, sendo mais uma lufada de ar fresco - literalmente, pois a canção chama-se Qami (vento)! A música era boa, mas era provável que ficasse pelo caminho.
  • Suíça - Outra bela surpresa no palco! Um estilo mais rock, que não é muito do meu agrado, mas esta destacou-se pela mensagem e pela prestação. Passou a pertencer ao meu top 10, mas infelizmente não passou.
  • Irlanda - De novo uma melodia mais calma, com uma voz bonita e uma coreografia carinhosa (e contra preconceitos) a complementar. Foi um bonito momento, mas duvidava da sua apuração. Acabei por me surpreender no fim! Correu bem para a Irlanda!
  • Chipre - Talvez a mais esperada da noite (e tinha de ser a última!). Já a tinha ouvido, já estava nos meus favoritos, mas a actuação rebentou com tudo: foi uma autêntica explosão, foi fogo, foi fantástico! Achei a Eleni Foureira uma mistura de Beyoncé com Helena Paparizou; o poder e a segurança vocal com toda aquela dança, aliada à sonoridade típica daquele país, tornou tudo perfeito! É bem possível que o Chipre consiga a sua primeira vitória!
Durante a votação, passou uma homenagem ao Salvador Sobral e à nossa música vencedora, que foi cantada por vários concorrentes do ano passado. Foi comovente ver o carinho dos cantores e também o esforço por cantarem em português. 😁

O anúncio dos finalistas deixou-me, no geral, satisfeita; a maioria deles correspondeu aos meus favoritos, mas não posso deixar passar a minha desilusão com a não passagem da Grécia e da Suíça... Lá está, a semi-final era muito boa e muito boas músicas tinham de ficar para trás.

Acerca das apresentadoras, estavam lindas! Estiveram bem, mas não achei que estivessem formidáveis. Tirando a Filomena, penso que elas não estavam muito à vontade e pareciam fechadas, não sei explicar bem. Mas espero que nas próximas emissões façam ainda melhor figura!

Fonte: www.eurovision.tv
E que venha a segunda semi-final!

4 comentários:

  1. Olá!
    Concordo contigo na questão das apresentadoras: a Filomena era a mais à vontade, apesar de a Daniela Ruah também ter estado muito bem. A Catarina Furtado foi mesmo aquela que me pareceu menos à vontade.
    Fiquei surpreendida com a passagem da Irlanda (uma das minhas favoritas) e a quem as casas de apostas não acreditavam que fosse passar. Tirando essa, fiquei completamente apaixonada pela Lituânia e pela música e apresentação da Estónia.
    As apresentações dos candidatos, em pontos emblemáticos do nosso país, foi uma ótima ideia: mostrámos uma das coisas que de melhor temos.
    E a apresentação da música do ano passado cantada pelos concorrentes foi incrível. Estou ansiosa para ver o que vai acontecer na semi-final e, claro, na final!
    Depois da próxima semi-final quero saber qual o teu favorito (ou top3) à vitória!!
    - Mad (http://presa-nas-palavras.blogspot.pt/)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Penso que temos uma opinião semelhante em relação a esta semi-final; agora falta-nos ver a próxima! Acho que vai ser mais fraca do que a primeira, mas há lá uma ou outra música de que também gosto muito.
      Vou tentar escolher o meu top 3 na final, mas acho que vai ser muito difícil... Veremos! :)

      Eliminar
  2. Não costumo acompanhar tão loucamente a Eurovisão, mas este ano tenho estado completamente agarrada. Passei os últimos dois meses a ouvir as músicas à medida que iam ser apresentadas e fui criando o meu top de favoritas.

    Curiosamente, adorava a música da Grécia mas acho que em palco, ao vivo, desiludiu muito. No entanto, foi uma surpresa não ter sido apurada para a final, dado que tinha sido apontada como uma das favoritas.

    Esta semi final foi mesmo muito renhida. Eu adorava a música da Arménia e da Bielorrússia, mas tinha quase a certeza que não iam passar. Fiquei totalmente fã do Alekseev e já andei a ouvir os seus álbuns no spotify. :)

    Em relação às apresentadoras, o que notei foi que os discursos não saíam tão naturais. Aquilo é tudo escrito e elas têm de estudar o que vão dizer e fazê-lo naturalmente, mas dava-me a sensação de que estavam realmente a ler um guião :/ Vamos ver se corre melhor amanhã e na final. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Denise!
      Esta Eurovisão está a ser especial. :) A primeira semi-final foi realmente renhida e houve muitas músicas boas que ficaram pelo caminho...
      Em relação às apresentadoras, agora que a segunda semi-final já passou, posso dizer que gostei mais da prestação delas. E adorei o momento de dança!
      Amanhã será a Grande Final e mal posso esperar para ver! :D
      Beijinhos :)

      Eliminar