quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Opinião :: De Amor e Sangue | Lesley Pearse

Título: De Amor e Sangue
Autora: Lesley Pearse
Editora: Edições ASA
Ano: 2015

Sinopse:
Somerset, 1836.
A recém-nascida Hope é a prova viva do adultério da mãe, a aristocrata Lady Harvey. A sua chegada a este mundo não é festejada e as lágrimas em seu redor não são de alegria. Imediatamente arrancada àquele meio privilegiado e entregue nas mãos dos Renton, uma família pobre mas acolhedora, Hope cresce sem saber a verdade sobre as suas origens. E quando chega o dia em que também ela tem de começar a contribuir para o sustento da família, é precisamente para os Harvey que trabalha. Deslumbrada perante a mansão luxuosa, a elegância dos seus patrões e a beleza que os rodeia, Hope enfrenta com brio e gratidão a extenuante rotina de trabalho.
Mas a descoberta de uma ligação proibida vai lançá-la sozinha para as ruas, para uma vida de miséria e solidão. É na adversidade, porém, que descobre uma força interior que desconhecia, bem como um talento para ajudar os mais fracos. Trata-se de um dom que não passa despercebido ao Dr. Bennett, que a leva consigo para a Crimeia, para ajudar a tratar dos feridos vindos dos sangrentos campos de batalha. Mas os segredos do passado teimam em vir ao de cima, e Hope tem ainda um longo caminho a percorrer na tentativa de enfrentar o legado do seu nascimento.
De Amor e Sangue é o retrato de uma mulher formidável que não se deixa vencer pelo fosso entre as classes, pelas amarras do passado e as injustiças deste mundo. Hope é sem dúvida uma das criações mais inesquecíveis de Lesley Pearse.

Opinião:
Esta foi a minha primeira leitura do ano e foi também um livro que me marcou bastante. Porque na altura ainda não tinha o blogue (nem sequer imaginava escrever as opiniões), e também porque adorei o livro, decidi relê-lo agora no final do ano para recordar a história e poder escrever um pouco sobre ela.
Em De Amor e Sangue, descobri as circunstâncias do nascimento de Hope e o "milagre" que lhe acontece fez-me logo apaixonar por ela. No seio de uma família humilde, ela faz jus ao nome (hope = esperança) e é vista como uma criança-fada. Com a sua ida para Briargate, Hope, perante os luxos e a educação dos ricos, conhece novas realidades e repara nas diferenças e injustiças entre as classes.
A história ganha um novo ritmo aquando da descoberta de algo tão inesperado tanto para Hope como para o leitor. No entanto, o que parece ser um destino infeliz para a jovem, é na verdade um rol de descobertas, experiências e algumas conquistas.
Hope é, sem dúvida, a personagem central da história e a mais cativante e memorável, mas destaco também Nell, a sua irmã, que teve um papel fundamental no seu nascimento. Não esquecerei igualmente Lady Harvey, Sir William, capitão Pettigrew, Albert e Bennett, quer pelos melhores quer pelos piores motivos.
Lesley Pearse conta, assim, uma história encantadora e inesquecível com personagens marcantes e episódios fortes, por vezes arrepiantes, e abordando temas como a homossexualidade, as discrepâncias sociais, as epidemias da época e as guerras que se desenrolavam.
O livro é viciante e as 664 páginas sabem a pouco! A maneira como a autora descreve os espaços e os sentimentos faz-nos sentir o mesmo que as personagens, como se estivéssemos lá.
Adoro romances históricos e este talvez tenha sido o meu favorito até agora!

1 comentário:

  1. Eu nunca li nada da autora, mas tenho muita curiosidade!
    Obrigado pela review! :)

    Bom trabalho e muito sucesso :)
    Mrs. Margot

    ResponderEliminar